Diálogos e Sermões de Frei Eusébio do Amor Perfeito

Sobre o livro

X

Diálogos e Sermões de Frei Eusébio do Amor Perfeito

de Mafra Carbonieri | Editora Reformatório
 

Conheci a obra poética de Mafra Carbonieri, em 2000, quando sua coletânea A lira de Orso Cremonesi foi contemplada pelo “Premio Redescoberta da Literatura Brasileira”, promovido pela revista Cult. Imediatamente interessei-me por suas outras antologias: a cada livro, um prêmio. Não creio exista no Brasil outro poeta tão premiado e ao mesmo tempo tão pouco resenhado pela crítica e tão merecedor de encômio e divulgação. Orso Cremonesi é uma das personas do poeta: um professor neurótico. Mas há outras, cada qual com seu estilo. Malavolta Casadei – autor da Carta sobre O Destino e A Urgência (do romance O Abismo, pois Mafra é também romancista de grande força). Conrado Honório, autor da Cantoria, compositor popular. Aldo Tarrento, autor de Modas, um violeiro machista. E Frei Eusébio do Amor Perfeito, um frade devasso, autor desses Diálogos e Sermões.

O que empolga ainda mais nesses poemas é sua premente atualidade: Frei Eusébio vergasta políticos falsos, lascivos e corruptos com o açoite de suas palavras – e, parafraseando o juízo da comissão do “Prêmio Casa de las Américas, 2003: “com notável rigor formal que revela um original projeto construtivo da linguagem poética, em torno de temas como o pecado, o sexo, Deus, a justiça e - sobretudo – a própria poesia, invocada como dilema entre tradições e fórmulas, e exercida como entronização de mestres como Gregório de Matos e João Cabral de Melo Neto”. Escrito em 2007, após uma sessão secreta do Senado para absolver um de seus membros, Frei Eusébio nos atinge nos plexos, ora arfando no colo de Ismênia, ora investindo contra as figuras “arquiputais e indecorosas” que ainda assolam nossos dias, ora reverenciando, com composições sutis, poetas de sua cabeceira: Arthur Rimbaud, Edgar Allan Poe, William Shakespeare e uma série de brasileiros que o leitor terá o prazer de descobrir.

Aurora Bernardini

Sobre o autor

X
Section image 822eff19a1674caa8e634c90f6840dc9

Mafra Carbonieri

Mafra Carbonieri nasceu em Botucatu, interior de São Paulo, em 1935. Iniciou suas atividades ministrando aulas de literatura e língua portuguesa. Foi o primeiro professor no Brasil a relacionar o nome de Fernando Pessoa em um plano de curso de literatura, e a estudá-lo em aulas sequenciais.

Publicou 11 livros, pelos quais recebeu diversas distinções e prêmios nacionais e internacionais, entre eles o da Accademia Internazionale Castiglione de Sicília (2005) para o romance O Motim na Ilha dos Sinos, Prêmio Redescoberta da Literatura Brasileira pela Revista Cult (2001) e o prêmio Casa de Las Americas de Cuba (2003) para o livro de poesia A Lira de Orso Cremonesi, além de ter sido finalista do prêmio Jabuti de 1997 pelo livro de poesias Cantoria de Conrado Honório.

 

Contato:

jfrmafra@uol.com.br

Leia um trecho

X

Notícias

X

Matéria sobre Mafra Carbonieri e o livro no jornal O Estado de Minas


Resenha no site Osório Silva Barbosa Sobrinho

Leia aqui


Lançamento oficial, noite de autógrafos e de bênçãos

O lançamento oficial de Diálogos e Sermões de Frei Eusébio do Amor Perfeitoocorrerá no dia 21/nov a partir das 18:30 na Academia Paulista de Letras

Contamos com a presença de todos vocês!

Academia Paulista de Letras

Largo do Arouche, 312 - São Paulo, SP | Estação República do Metrô

Telefone: (11) 3331 7222

Share this site